África nos Prémios de Cinema para Filmes sobre Arte [23 > 26 NOV 2013]

Mama Goema

Mama Goema

Integrados no Festival Temps d’Images, os Prémios de Cinema para Filmes sobre Arte, decorrem entre 22 e 26 de Novembro e trazem ao Auditório Aurélio Quintanilha do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa, 34 curtas e longas-metragens sobre música, cinema, literatura, artes visuais, das quais 9 são portuguesas.

Do programa constam diversos filmes relacionados com África, que serão exibidos em sessões que incluem outros filmes. Aqui ficam os nossos destaques:

[SÁB, 23 NOV, 20h00]

ANTÓNIO OLE
de Rui Simões
Portugal 2013, 77’

Nascido em Luanda em 1951, António Ole tornou-se um dos maiores artistas contemporâneos de Angola. Estudou cultura afro-americana e cinema na Califórnia, mas voltou à terra vermelha que o viu nascer para se inspirar na mesma, trabalhando sobre temas como a colonização, a fome e, especialmente, a capacidade humana de resistir. Começou por realizar documentários nos anos 70, como ‘Carnaval da Vitória’ ou ‘O Ritmo dos Ngola Ritmos’, mas a sua obra hoje assume diferentes formas além do cinema: pintura, escultura, fotografia, instalação, vídeo. Apesar de se ver “atrás da câmara, não do outro lado”, o artista acedeu a este retrato documental pelo realizador português Rui Simões. “Reconheço que ganhei experiências humanas e artísticas muito valiosas e tenho como que um dever ético de partilhar isso com as pessoas. É válido fazer um documentário. Porque não?”

[DOM, 24 NOV, 21h30]

MAMA GOEMA
de Sara Gouveia, Ángela Ramírez e Calum MacNaughton
África do Sul, 2011, 55’

MAMA GOEMA: O RITMO DA CIDADE DO CABO EM CINCO ANDAMENTOS

O filme Mama Goema convida a uma viagem pelo coração da Cidade do Cabo, a Cidade-Mãe Sul-Africana, e pelos ritmos musicais que lhe dão identidade. O Goema é um tipo de música que resulta da influência e da mistura de várias culturas, com raízes nos tempos coloniais e que está, tradicionalmente, associado ao Carnaval mais emblemático da Cidade do Cabo; a sua evolução tem acompanhado as mudanças nos diferentes contextos sociais, políticos e culturais da África do Sul; mistura o ancestral, o tradicional e o clássico nesse característico som da Cidade do Cabo.
Mac McKenzie, músico criativo e fundador dos “The Genuines” e dos “The Goema Captains of Cape Town”, dá os últimos retoques a “Goema Symphony No1”, o auge do seu trabalho. Os músicos Hilton Schilder, Ernestine Deane e Kyle Shepherd preparam o ambiente enquanto The Cape Town Goema Orchestra ensaia para a sua estreia.

[TER, 26 NOV, 22h00]

TABATÔ
de João Viana
Portugal, 2013, 13’

Mutar, que lutou na guerra, está de regresso à Guiné. Na sua bagagem, traz objetos estranhos. Fatu, a sua filha, aproveita a oportunidade da ausência de Mutar para abrir sua mala. Pouco tempo depois, Idrissa, namorado de Fatu, encontra Mutar com as mãos sujas de sangue e Fatu morta. É então que Idrissa pega num tambor.

Todas as sessões têm entrada livre.

Mais info

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s