Afrikplay | Filmes à Conversa de regresso em Março [12 e 26 MAR 2014]

Framing the other

Framing the other

O Afrikplay | Filmes à Conversa está de volta em Março, com um programa dedicado ao tema “Turismos Culturais”. Esta iniciativa promovida pelo CRIA (Centro em Rede de Investigação em Antropologia) | ISCTE-IUL e pelo Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL) | ISCTE-IUL apresenta dois documentários que abordam as demandas de cidadãos europeus em busca de uma África exótica e primordial, como frequentemente acontece no imaginário ocidental. De um modo cómico, mas que é simultaneamente inquietante, observamos como se apropriam dos contextos que encontram e lidam com as suas expectativas.

Cada sessão conta com um convidado, que comenta o filme e conduz o debate com o público.

 

Programa de Março:

[QUA, 12 MAR, 18h00]

Bwiti and Iboga. Itinerary of a Militant Initiated (Nadège Chabloz. 52’, 2010)

Bwiti_and_Iboga

Convidado:  Luís Vasconcelos (SICAD, CRIA – ISCTE-IUL)

Local: ISCTE-IUL, Ed. I, Auditório J.J. Laginha

Este documentário segue a jornada de Yann, um cidadão francês de 35 anos, que foi iniciado no ritual bwiti do Gabão para curar a sua toxicodependência. Após a iniciação, Yann decidiu continuar a viver em Libreville e é actualmente considerado um guardião da tradição bwitista, desempenhando funções cerimoniais e defendendo o uso do iboga, uma substância por muitos considerada psicotrópica.

 

[QUA, 26 MAR, 18h00]

Framing the Other (Ilja Kok e Willem Timmers. 25’, 2012)

Legendas em inglês

Convidado: Valerio Simoni (CRIA – ISCTE-IUL)

Local: ISCTE-IUL, Ed. II, Auditório B2.03

Todos os anos centenas de turistas ocidentais se deslocam ao sudeste da Etiópia para verem os Mursi, um grupo étnico conhecido pelos seus adornos, especialmente os pratos que as mulheres usam nos lábios inferiores. Habituados a posar para as câmaras como a sua nova fonte de rendimento, os Mursi embelezam as suas roupas e ornamentos mais do que é costume na sua tradição. Este filme contrasta as perspectivas dos Mursi com as expectativas dos turistas e, de forma inquietante, mostra igualmente o potencial impacto destrutivo do turismo.

 

Entrada livre.

+ info

 

 

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s