KUDURO no Clube Ferrovirário [SÁB, 2 AGO 2014]

10556432_267404490127911_5640534606946714803_n

DIZKUDURO é o projecto que marca a estreia de Sacerdote em nome próprio. Sendo um projecto de cunho muito pessoal, é também um projecto de partilha: das suas letras e rimas, entre o “Consciente” e o espírito mais “Animador” do Kuduro “Old Skool”, dos artistas que grava ou simplesmente admira, músicas que produziu, aprecia e de outros ficheiros que ocupam espaço no seu “disco duro”. Cópia de Segurança será a primeira amostra e a garantia de que este material não se perde, partilha-se.

Sacerdote já participou em dois temas no disco de Batida com quem viajou e para espectáculos em Portugal, na Holanda, na Bélgica, na Alemanha, em Espanha e em França. O jovem kudurista colaborou também com outros produtores que o levaram para lá do género e formatos usuais do Kuduro.

Local: Clube Ferroviário

Hora: 22h

+ Info

O que se diz sobre Sacerdote

Pedro Coquenão, autor do projecto Batida, disse:

“Conheci o Sacerdote como vendedor de cds pirata à porta do Teatro Elinga em Luanda, num show da Masta K. O que me chamou mais a atenção foi o facto de ele só vender o que gostava. Tinha mesmo “o melhor albúm do MCK”, que nem o próprio K tinha. Dias depois visitei o “Circuito Feixado” num raro terraço no Sambizanga. Era lá que os cds eram conspirados, mas também onde outros Mc ́s gravavam e conviviam. Impressionou-me pela facilidade com que montava e desmontava computadores, nomeadamente discos duros onde armazenava um completo arquivo de Rap e Kuduro Na mesma tarde acabámos por gravar um tema com o Ikonoklasta e o Rei Panda, assinalando a fusão entre os dois estilos. Nessa sessão, registada em video e transmitida mais tarde na MTV Portugal, o Sacerdot arriscou uma rima que se revelou como a mais eloquente do dia e ficou decidido que tínhamos de fazer algo juntos.  (…) Ficou sempre na gaveta a promessa de um disco em nome próprio. Net lenta, poeira e uma dinâmica própria da cidade de Luanda, que só quem lá vive consegue compreender, fez com que, entre ficheiros perdidos e discos queimados ou formatados, se fosse adiando o projecto, que agora se chama: DIZKUDURO.”

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s