Afro-baile no Chapitô [DOM, 2 NOV 2014]

celeste_mariposa_afro_baile

Domingo no Bartô (Chapitô) é sinónimo de noite africana. E no dia 2 de Novembro, a partir das 23h00, a temperatura vai subir com mais um afro-baile proposto pela dupla Celeste/Mariposa.

Convidados especiais: Nhô Eugénio e grupo de batucadeiras Finka-Pé.

A entrada é livre, a festa garantida.

 

Nhô Eugénio, o Mestre da Cimboa (concerto)

Nho_EugenioO especialista da cimboa é uma autoridade de Chão de Junco, uma das localidades do interior do Tarrafal de Santiago. A cimboa é um instrumento musical originário de Cabo Verde. Trata-se de um cordofone friccionado que era tradicionalmente utilizado para acompanhar as danças de batuque. O uso deste instrumento é considerado extinto, sendo Nhô Eugénio uma das três pessoas no mundo que ainda tocam este instrumento. Este concerto é um acontecimento impar na música lusófona e na história da musicologia, que conta com a colaboração do CAO – Centro de Artes e Ofícios (Trás di Munti, Tarrafal, Cabo Verde).

 

Grupo de batucadeiras Finka-Pé (batuque)

© André Roque

© André Roque

Característico da ilha de Santiago – Cabo Verde, o Batuque é a mais antiga manifestação cultural de Cabo Verde.Reprimido e proibido durante a colonização, por ser considerado ofensivo da boa moral, o batuque oferece-nos um prisma único por onde se filtra a própria História de Cabo Verde. O grupo de batucadeiras Finka-Pé surgiu no âmbito da Associação Cultural Moinho da Juventude (Cova da Moura, Amadora) e têm mantido viva esta tradição ancestral.

 

Celeste/Mariposa (dj set)

© Tó Gomes

© Tó Gomes

Para quem ainda não conhece, os Celeste/Mariposa são os patrões do Afro-Baile, uma celebração crua e sem-limites da cultura dos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) e seus brilhantes artistas dos anos 60 até hoje, que estiveram e permanecem inexplicavelmente arredados dos palcos principais em Portugal e no mundo. Sons incríveis que nos chegam de África a roçar o Português. Para além de uma tour na Holanda e Bélgica, a dupla de DJ’s actuou este ano no Boom Festival e no Atlantic Music Expo de Cabo Verde. Para além do Afro-Baile, os Celeste/Mariposa estão a rodar um documentário e escreveram o manifesto “Colónia Cultural Voluntária”. É para bailar até cair.

 

 

 

 

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Afro-baile no Chapitô [DOM, 2 NOV 2014]

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s