Poeta afro-alemã é apresentada no Goethe-Institut [QUI, 4 JUN 2015]

May Ayim 1

Vai ter lugar no dia 4 de Junho, pelas 19H00, na biblioteca do Goethe-Institut em Lisboa, a apresentação do fanzine de poesia bilingue (alemão/português), editado pela Afrofanzine, Ser ou nãoser de May Ayim. Com tradução do alemão por Raja Litwinoff e Carla Fernandes, é a primeira vez que esta poeta é traduzida em Portugal.

May Ayim

May Ayim é pseudónimo de Sylvia Opitz. Nasceu a 3 de Maio de 1960, em Hamburgo e suicidou-se a 9 de Agosto de 1996, em Berlim.
Figura ícone da comunidade afro-alemã, era poeta, pedagoga e activista do movimento negro alemão, com grande influência nos movimentos anticolonialistas e anti-racistas.
Escreveu temas políticos e científicos sobre os preconceitos e o racismo sofridos pelos afro-alemães, estando em contacto permanente com grandes ativistas do movimento negro de vários continentes.
Os seus textos poéticos cortantes fazem parte da vanguarda do spoken word na Alemanha a partir dos anos 80.
Filha do estudante de medicina ganês Emmanuel Ayim e da alemã Ursula Andler, foi acolhida e criada por uma família alemã. Após uma viagem ao Gana, onde conheceu a família paterna, adoptou o pseudónimo May Ayim.

Mais infos

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s