Ras Haitrm no B.leza [QUA, 29 JUL 2015]

ras

O moçambicano Ras Haitrm traz os ritmos do reggae esta quarta-feira ao B.leza.

Presença assídua nos principais festivais do continente africano e no Brasil, como o Rocking the Daisies (África do Sul), Bushfire (Swazilândia), Azgo (Moçambique), Cape Town World Festival (África do Sul), o moçambicano Ras Haitrm já é considerado um dos melhores músicos de reggae, em África. A sua performance em palco transforma-se em actuações únicas, carregadas de alma e sabor africano. Nascido em Moçambique, Rui Paulo Matavele percebeu cedo que a sua vida ia passar pela música. Recebeu a sua primeira guitarra artesanal aos oito anos e a partir daí nasceu também um talentoso multi-instrumentista. Guiado pela palavra de ordem “Word Sound and Power” (nome da sua banda de apoio e do seu colectivo), Ras Haitrm destaca-se por ser compositor, cantor e letrista de músicas que abordam o seu quotidiano e o mundo em geral. União, respeito, paz, amor e não-violência são as linhas que guiam as suas mensagens em palco. A sua carreira começou em 1998, em Maputo. Em 2002 Ras Haitrm muda-se para a Alemanha onde grava “Life Is Dangerous”, o seu primeiro álbum de originais com a banda alemã “The Braintosters”. De volta a Maputo, em 2007, funda o grupo “Ras Haitrm & Word Sound and Power” (WSP) e começa assim uma viagem pelo roots reggae e dancehall, criando uma legião de seguidores no seu país de origem e internacionalmente. O disco “Bstrong” (2007) vem marcar assim uma nova era de um músico mais maduro e com a certeza de que o reggae é o seu futuro. Em 2010 lança o seu primeiro video-clipe com o hit “No Fo Long” e é catapultado para o nº 1 de todas as televisões moçambicanas e em África. Reedita, no mesmo ano, o álbum “Tough Road” que retrata a sua trajectória.

e, a partir daí nasceu também um talentoso multi-instrumentista. Guiado pela palavra de ordem “Word Sound and Power” (nome da sua banda de apoio e do seu colectivo) Ras Haitrm destaca-se por ser compositor, cantor e letrista de músicas que abordam o seu quotidiano e o mundo em geral. União, respeito, paz, amor e não-violência são as linhas que guiam as suas mensagens em palco. A sua brilhante carreira começou em 1998, em Maputo. Em 2002 Ras Haitrm muda-se para a Alemanha onde grava “Life Is Dangerous”, o seu primeiro álbum de originais com a banda alemã “The Braintosters”. De volta a Maputo, em 2007, funda o grupo “Ras Haitrm & Word Sound and Power” (WSP) e começa assim uma viagem pelo roots reggae e dancehall, criando uma legião de seguidores no seu país de origem e internacionalmente. O disco “Bstrong” (2007) vem marcar assim uma nova era de um músico mais maduro e com a certeza de que o reggae é o seu futuro. Em 2010 lança o seu primeiro video-clipe com o hit “No Fo Long” e é catapultado para o nº 1 de todas as televisões moçambicanas e em África. Reedita, no mesmo ano, o álbum “Tough Road” que retrata a sua trajectória. Entre 2011 e 2012 dá início à internacionalização da sua carreira no Brasil onde trabalhou com várias bandas e celebra esta viagem com o álbum “Zion Bridge” (2012). Trabalhou ainda com músicos da conhecida banda Ponto de Equilíbrio, como o baixista Pedro Pedrada e lançam o cd “Serious Times” (2014). A sua presença rítmica e enérgica em palco equilibrada com momentos de forte espiritualidade proporcionam um show de reggae único, com sabor africano. anos e, a partir daí nasceu também um talentoso multi-instrumentista. Guiado pela palavra de ordem “Word Sound and Power” (nome da sua banda de apoio e do seu colectivo) Ras Haitrm destaca-se por ser compositor, cantor e letrista de músicas que abordam o seu quotidiano e o mundo em geral. União, respeito, paz, amor e não-violência são as linhas que guiam as suas mensagens em palco. A sua brilhante carreira começou em 1998, em Maputo. Em 2002 Ras Haitrm muda-se para a Alemanha onde grava “Life Is Dangerous”, o seu primeiro álbum de originais com a banda alemã “The Braintosters”. De volta a Maputo, em 2007, funda o grupo “Ras Haitrm & Word Sound and Power” (WSP) e começa assim uma viagem pelo roots reggae e dancehall, criando uma legião de seguidores no seu país de origem e internacionalmente. O disco “Bstrong” (2007) vem marcar assim uma nova era de um músico mais maduro e com a certeza de que o reggae é o seu futuro. Em 2010 lança o seu primeiro video-clipe com o hit “No Fo Long” e é catapultado para o nº 1 de todas as televisões moçambicanas e em África. Reedita, no mesmo ano, o álbum “Tough Road” que retrata a sua trajectória. Entre 2011 e 2012 dá início à internacionalização da sua carreira no Brasil onde trabalhou com várias bandas e celebra esta viagem com o álbum “Zion Bridge” (2012). Trabalhou ainda com músicos da conhecida banda Ponto de Equilíbrio, como o baixista Pedro Pedrada e lançam o cd “Serious Times” (2014). A sua presença rítmica e enérgica em palco equilibrada com momentos de forte espiritualidade proporcionam um show de reggae único, com sabor africano. anos e, a partir daí nasceu também um talentoso multi-instrumentista. Guiado pela palavra de ordem “Word Sound and Power” (nome da sua banda de apoio e do seu colectivo) Ras Haitrm destaca-se por ser compositor, cantor e letrista de músicas que abordam o seu quotidiano e o mundo em geral. União, respeito, paz, amor e não-violência são as linhas que guiam as suas mensagens em palco. A sua brilhante carreira começou em 1998, em Maputo. Em 2002 Ras Haitrm muda-se para a Alemanha onde grava “Life Is Dangerous”, o seu primeiro álbum de originais com a banda alemã “The Braintosters”. De volta a Maputo, em 2007, funda o grupo “Ras Haitrm & Word Sound and Power” (WSP) e começa assim uma viagem pelo roots reggae e dancehall, criando uma legião de seguidores no seu país de origem e internacionalmente. O disco “Bstrong” (2007) vem marcar assim uma nova era de um músico mais maduro e com a certeza de que o reggae é o seu futuro. Em 2010 lança o seu primeiro video-clipe com o hit “No Fo Long” e é catapultado para o nº 1 de todas as televisões moçambicanas e em África. Reedita, no mesmo ano, o álbum “Tough Road” que retrata a sua trajectória. Entre 2011 e 2012 dá início à internacionalização da sua carreira no Brasil onde trabalhou com várias bandas e celebra esta viagem com o álbum “Zion Bridge” (2012). Trabalhou ainda com músicos da conhecida banda Ponto de Equilíbrio, como o baixista Pedro Pedrada e lançam o cd “Serious Times” (2014). A sua presença rítmica e enérgica em palco equilibrada com momentos de forte espiritualidade proporcionam um show de reggae único, com sabor africano. Preço: 5 Euros

 

Local: B.leza

Hora: 22h30

Entrada: 5 euros

Mais info

 

 

 

 

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s